Riscos da para a disfunção erétil

Às vezes, os homens que abusam de álcool e drogas que enfraquecem o sistema nervoso central podem não conseguir obter ereções.

Cerca de 90% do tempo, a causa da disfunção erétil é física. Mas a disfunção erétil também pode ser causada por problemas psicológicos, como estresse ou ansiedade. Homens com disfunção erétil são principalmente um problema psicológico capaz de obter uma ereção adequada, mas não quando eles querem.

Um teste clássico para determinar se o problema é psicológico ou físico é medir a “escuridão noturna”. Isso requer o envolvimento de papel ou fita adesiva no pênis flácido à noite. Se a fita estiver quebrada pela manhã, durante o sono e a impotência que provavelmente ocorrerá na impotência, provavelmente será psicológica.

Quando o problema é psicológico, a depressão ou ansiedade subjacente é o que deve ser tratado.

Disfunção erétil

A disfunção erétil ainda é a doença mais comum que faz um homem falar com um médico. Não é aconselhável ficar sozinho com o problema, porque a disfunção erétil afeta a vida do homem de várias maneiras. Isso enfraquece a auto-estima dos homens e leva a problemas de relacionamento e, em última análise, em detrimento da qualidade de vida. A disfunção erétil pode ser tratada de várias maneiras: autocuidado, medicação ou vários tratamentos locais.

A disfunção erétil progride gradualmente

Na maioria dos casos, a disfunção eréctil está a desenvolver de tal maneira que a primeira abertura da relação sexual bem sucedida, mas o pênis durante o coito sexual começa a amolecer e “lerpahtaa” para a relação sexual difícil e interrompido. Chamadas problemáticas podem ocorrer de tempos em tempos, mas à medida que a situação avança, elas se tornam cada vez mais frequentes.

Gradualmente, será cada vez mais difícil ter uma ereção suficiente para iniciar a relação sexual. De acordo com o mais recente neste momento entrar em pressões desempenho de imagem e medo do fracasso, o que agrava ainda mais a situação. A situação pode se desenvolver ao ponto de um homem não ousar tentar fazer sexo.